Matemático, quase a melhor das profissões


No post anterior coloquei um ranking, baseado na última avaliação trienal da Capes, com os melhores programas de pós-graduação em matemática do país. Nada mais natural do que perguntar se vale a pena seguir a carreira de matemático. Veja isso então: todo ano é realizado um estudo, pelo site CareerCast.com, nos Estados Unidos, para classificar os 200 melhores e piores trabalhos. O site elabora o ranking levando em consideração os seguintes critérios: ambiente de trabalho, salário, estresse, demanda física e mercado de trabalho. Algum tempo atrás escrevi um post sobre esse ranking.

Em 2009, a profissão de matemático foi classificada como a melhor de todas. Em 2010, “ocupamos” a sexta posição e, agora em 2011, quase “voltamos” ao topo: segunda posição. Nada mal!

O salário médio anual de um matemático é atualmente de US$ 94 mil, o que os coloca na 9ª posição das profissões mais bem pagas dos EUA. Se eu não errei nas contas, ‘matemático’ é só o 31º trabalho menos estressante. A profissão menos estressante é a de restaurador de livros. Mas a remuneração é baixa para os padrões americano: em média US$ 31 mil anuais.

 

Matemático, a melhor das profissões


Foi realizado nos Estados Unidos um estudo de 200 profissões do qual resultou uma classificação das mesmas de acordo com cinco critérios inerentes a todo tipo de trabalho: ambiente de trabalho, renda, chance de se obter um emprego, exigências físicas e stress.  A profissão de matemático foi classificada como a melhor entre todas.

imagem

O anúncio do resultado da pesquisa apareceu em artigo no Wall Street Journal, no dia 6 de janeiro de 2009. Para ler uma tradução deste artigo você pode acessar o seguinte endereço: mtm.ufsc.br/~exel/jobs.html.

Pena que no Brasil não existe a profissão de Matemático… e sim Professor de Matemática.

Obs.: A profissião de lenhador foi a última colocada. Talvez isso justifique a imagem acima!