Doutorado no Canadá


Saiu uma nota na Agência FAPESP sobre um projeto de colaboração entre o Brasil – por intermédio da CAPES – e o Canadá para doutorandos brasileiros passarem seis meses por lá (ou canadenses passarem seis meses aqui no Brasil). É preciso um projeto de pesquisa com um professor coordenador e pode participar até cinco estudantes por projeto. Veja:

Agência FAPESP (23/02/2011) – Até 31de março, pesquisadores brasileiros e canadenses podem se inscrever para o programa de apoio a pesquisas colaborativas financiadas em parceria pelo Brasil e pelo Canadá. Trata-se do Bolsas Canadá–Brasil – Projetos Conjuntos de Pesquisa.

Destinado às instituições de nível superior, o programa tem como proposta estimular a colaboração entre equipes dos dois países.

O apoio será concedido pelo Governo do Canadá por meio do Escritório Canadense de Educação Internacional (CBIE). Serão financiados projetos de pesquisa conjuntos em áreas consideradas estratégicas, como governança democrática, geração de riqueza, segurança, ciência e tecnologia.

Para inscrever o projeto, é necessário formar uma equipe de pesquisa com um professor coordenador e no máximo cinco doutorandos. Cada aluno receberá terá um auxílio de cerca de 8 mil dólares canadenses para a estadia de seis meses no Canadá.

O professor coordenador do projeto poderá receber 3 mil dólares canadenses para fazer uma visita de dez dias ao país. A duração do projeto é de até 24 meses, compreendidos entre setembro de 2011 e setembro de 2013.

A expectativa dos responsáveis pela iniciativa é que os projetos resultem em mais publicações, intercâmbio científico e na intensificação da cooperação bilateral entre o Brasil e o Canadá.

Mais informações e inscrições (em inglês): www.scholarships-bourses.gc.ca/scholarships-bourses/can/institutions/brazil-cbjp-brezil.aspx?lang=eng.

Encontrei dois detalhes no site indicado pela Agência FAPESP:

  • A bolsa é de Can$ 8,4 mil e não Can$ 8,0 mil como diz a nota acima;
  • Cada projeto deve conter um número mínimo de três doutorandos e um professor coordenador.

Universidade Pública X Fundações de Apoio


As fundações de apoio às instituições de Ensino Superior (públicas e privadas), criadas com o pretexto de auxiliar e fomentar projetos de pesquisa, ensino e extensão têm-se transformado, segundo o Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior  (ANDES-SN), cada vez mais em meros balcões de diplomas e negócios de interesse privado dentro das instituições públicas.

Segunda ainda o ANDES, “o congelamento e/ou redução do orçamento das universiades públicas intensificam uma relação cada vez mais pervessa entre o público e o privado. Assim, é preciso ressaltar que essa fundações se fortalecem na medida em que o Estado se descompromete com o financiamento da educação pública, transferindo à iniciativa privada o papel que tem deixado de cumprir.”

Continuar lendo